18.10.07

Despedida para Paulo.


Um dos meus primeiros amores...
Em sua última peça (O Avarento)...
A indesejada das gentes(1),
chegou cedo demais,
não encontrou nada arrumado,
nem mesa posta.

Mas, ainda assim,
o ator soube dizer:
- Alô, Iniludível!

E ainda achou um jeito,
de virar de cambalhota,
e de cair de costas,
na coxia sem pernas
do Invisível.

De onde observa,
sem tréguas,
nosso teatro emudecido.
(1) Do poema Consoada, de Manuel Bandeira.

Um comentário:

martina disse...

muito lindo isso, rebeca.