Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2012

Respondo sempre igual...

É difícil dizer como começam as coisas que nunca começaram, que sempre estiveram lá. Ou aqui, por exemplo. Como aquele modo seu de dizer que gosta de mim, como as roupas secando no varal, como os lugares de cada coisa nas estantes, nas gavetas, nos armários. Há coisas que parecem tão eternas no fim de uma noite de verão quanto um lapso entre um espanto e outro, entre um grito e um plano de viagem. No verão, tudo parece mais estático, até eu mesma, que prossigo entre os cômodos me fingindo de suave, de esplêndida, cantando baixinho ou repetindo que estou viva. Apesar do calor, e das ondas de tédio e asfalto que vêm de fora, estou viva, por enquanto.

É difícil dizer como começou isso, ficar viva. Sentir-se dentro e fora das coisas. Sentir-se apenas. Como as colheres no escorredor, como as paredes que escurecem aos poucos, como os livros cruamente organizados e sólidos. É difícil dizer do tempo em um dia tão quente e áspero. É difícil porque sufoca sem sofrimento. É como esperar, apenas…

Ethyl horoskop

Os nascidos no signo da CERVEJA são divertidos, alegres e leves, amigos pra todas as horas. São mais afáveis no verão, quando se espalham por todos os lugares, e podem ser vistos na companhia de toda a gente: ricos, pobres, remediados, caretas, alternativos, masculinos, femininos ou mesclados. Os do signo da cerveja se dão bem com todos, e a todos acompanham com delícia, a noite e o dia todo, se preciso for. A princípio podem parecer amargos, mas só quando não se os conhece bem. Logo se mostram em toda a sua espumante euforia. Adoram samba e futebol, e brilham em copas do mundo, carnavais, e outras festas tais... Em resumo, são muito festeiros, mas há quem diga que são superficiais e sem compromisso. Brigam muito com os do signo do uísque e do vinho, mas se dão muito bem com os do signo da aguardente. Sua cor é o dourado, e seu dia da semana é sexta-feira.

Os nascidos no signo do COQUETEL são multifacetados, descolados e mega articulados. Combinam-se de forma inusitada e vivem inventad…