15.1.09

À maneira de Ulrica

Para Silk...
Sobre ela, pouco se podia dizer.

Dizia-se de sua pele comovente, expansiva em forças. Explosiva ternura.

Dizia-se de sua beleza. De seus girassóis. Leveza vibrátil e ardente, tocada pelo fogo, marcada por seu inexaurível mistério.

Dizia-se de sua febril intensidade. Seus olhos. Ardorosa meditação sobre a alegria. Dizia-se de sua vibração aquática, humores e fluidos em infatigável doçura.

Dizia-se de sua proximidade com os ventos. De sua liberdade cantante de moça do ar.

Dizia-se de sua densidade terrestre. Da disposição para o encanto. Das exigências do corpo. Das pernas.

Falava-se, sempre e sempre, acerca da conformação sutil de seus quatro elementos. Caleidoscópicos. Sutis neblinares de tímida e rutilante orquestração.

Dizia-se que era criança e mulher. E que podia ser encantadoramente nossa em certas noites de lua cheia. Ou quando do encontro de certos tipos de amuletos. E de suspensórios.

E mais não se podia dizer.
Porque seria sempre muito pouco.

17 comentários:

Anônimo disse...

Oiiiiiiiiii, estou de volta! Como estou sem internet em casa, parei de acessar seu blog, mas me deu uma saudade... então, cá estou eu novamente.Prometo aparecer mais.
Beijos,
Dani Gusmão.

Anônimo disse...

à maneira tb da Yansan... lindo rebecca, me emocionei! beijos ao som dos quatro elementos e
"eparrei yansan" muito axé e saude neste ano impar"e" e duplo...solangita

Anônimo disse...

Talvez o "mais" seria algo tipo "banho maria" aos poucos que temos uma ótima receita infinitamente suculenta...

silk

Anônimo disse...

Talvez o "mais" seria algo tipo "banho maria" aos poucos que temos uma ótima receita infinitamente suculenta...

silk

Rebecca P. disse...

Dani!!!!!!!
Tinha mesmo notado que vc andava sumida... que bom que voltou, que bom!!!

Solangita, muito axé pra vc também! Olha que eu senti já as bençãos do seu axé por aqui, viu?

E Silk,
Infinitamente suculenta é a expressão exata!
;)

Erika disse...

Oi!

Adorei!

beijos

Mayra disse...

Nossa adorei o seu blog prá ser sincera não conhecia mas agora sempre estarei por aqui.Bjs e sucesso.Mayra

Carol disse...

Seus textos tem uma leveza incomparável.

´Beijos

Smiri disse...

AMO seus textos..

E não é de hoje que acompanho seu blog!!

;*

natu disse...

Oi! Eu cheguei ontém de Brasil, e é muito bonito. Fiquei lá por um mês, e percorri Florianopolis.
Deixo un beijo pra você :)

Licia disse...

Estive por aqui em silencio algumas vezes,timida que sou,fiquei sem graça de dizer que aqui vinha.
Mas como a boa educação manda,um dia,hoje,tinha ao menos que dizer q vim,gostei muito e senti-me encantada.
Pretendo voltar,sempre...
Afagos

De

Tainah disse...

Becca, que lindo saber da Ulrica! Que lindo saber que o pouco que se diz é tão bonito. Fico tão feliz quando aparece!

E o texto primeiro é meio, depois eu misturo ele com Galeano!

saudade...

helena leão disse...

Que bonito!!! Não há mesmo que se dizer muito mais.

Rebecca P. disse...

Obrigada, Érika, Mayra, Carol, Smiri, Licia, Tainah e Helena!

Fico muito contente por saber que vcs vem sempre por aqui e compartilham comigo minhas impressões (meio malucas, confesso) sobre as coisas, sobre as pessoas...

Mas Licia, nada de timidez, viu? Pode entrar em contato sempre que quiser!

E Natu, então vc esteve em Floripa? Que delícia... é uma de minhas cidades prediletas... tão linda...

Thais disse...

http://www.avidaaposaafrica.blogspot.com/

ana elisa novais disse...

Querida, quanto tempo não venho aqui... tanto que até me arrependi. Seus textos são bacanérrimos. Adoro sua intensidade. Virei mais, agora que também estou numas de blogueira. Quem sabe não rola aquela tão sonhada parceria?
Vai lá ver:
delikatessenews.blogspot.com

Bjo!

Rebecca P. disse...

Ana elisa, que visita ótima!

Vou lá no seu blog retribuir!

E quanto à parceria, eu super topo!