29.5.08

...

"Por esses longes todos eu passei, com pessoa minha no meu lado, a gente se querendo bem. O senhor sabe? Já tenteou sofrido o ar que é saudade? Diz-se que tem saudade de idéia e saudade de coração... Ah."

Guimarães Rosa (GSV)

24 comentários:

Janine Avelar disse...

Rebs...
saudade é coisa que nunca passa... sempre temos saudades de algo, alguém, alguma coisa...
meu nome é saudade... vivo com saudades, morre de saudades... respiro saudades... sonho com saudades...
mas "a gente vai levando..."... e vou levando... pq descobri muito cedo que exitem saudades que nunca vao terminar... NUNCA!

Juarez disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Juarez disse...

Lembrei-me da última cena de Central do Brasil, em que a persongem da Fernandona lê uma carta que escreve pro menino, que ela deixou na terra do sem fim.

"Tenho saudades de tudo...", ela finaliza, aqueles olhos enxarcados enormes.

E é isso que eu sinto sempre, todos os dias, todos os minutos, todo o tempo todo.

Amo tudo no hoje, mas queria a coexistência do passado.

Tenho saudade

Sempre

Sempre

Sempre

Beijos!

Bel disse...

Rebecca,
cheguei aqui pelo comentário que vc deixou no blog da Lu (é bom pra quem gosta).
Suas palavras me chamaram a atenção: primeiro, sobre a discussão do post, vc disse de uma maneira muito mais clara algo bem próximo do que eu estava tentando dizer, sem muito sucesso. Depois, ao citar o texto de Clarice, que é simplesmente uma autora especialíssima, minha preferida.

E que ótimo que eu vim, porque os seus textos me tocaram de uma maneira peculiar. Além de serem muito bonitos, eles puderam nomear algumas experiências minhas às quais eu mesma não conseguia dar contorno.

Vc ganhou mais uma leitora hoje!

Rebecca M. disse...

Ju e Janine, eu também tenho saudades SEMPRE. E, por esses dias, com tanta coisa acontecendo, quando li isso no Rosa, não resisti. Tinha que compartilhar...

Bel, que bom que gostou! Venha sempre, viu? Os seus comentários lá na discussão da Lu já mostram que estamos sintonizadas. Um beijo!

Bel disse...

Vou voltar sim... já estou voltando, hehe!

Para além dos comentários que deixei lá no blog da Lu, os seus textos hiper-sensíveis também me deram a certeza de que estamos sintonizadas.

Especialmente este do dia 18.05.08, "Sim", me emocionou demais.

Sabe quando vc lê alguma coisa e pensa: "nossa, como eu queria ter escrito isso naquele momento x da minha vida!!" Pois o texto diz muito do que eu sentia no processo de separação de uma pessoa muito amada, com quem fiquei um bom tempo, sem no entanto conseguir pensar, colocar as emoções em palavras. Daí o que ocorria? Eu só chorava, demais e de desespero.

As palavras, pelo menos, vão transformando a dor. Uma dádiva.

beijo!

Arthur Tuoto disse...

essa é pra guardar..
guimarães adorável!

Rebecca M. disse...

Pois é, Bel, o momento é de separação mesmo... As lágrimas também estão presentes. Eu só posto os textos menos desesperados, os mais envolvidos pela esperança. Os outros vão ficando na gaveta, por enquanto... rsrsrs!

Mas uma coisa posso dizer: são as palavras de vcs aqui, esse carinho todo, que vai transformando a minha dor em algo suportável. Não tenho nenhuma dúvida disso. Acho que escrevo pra me encontrar com o mundo.

Rebecca M. disse...

Arthur, que bom vê-lo por aqui! O Rosa é adorável mesmo. Ultimamente, só a companhia de Riobaldo Tatarana me alivia um pouco... Bjo!

katitabroc disse...

Olá Rebecca
Impossível não se sentir personagem de pelo menos um de seus textos.
Incrivel poder olhar e sentir o mundo através de seus olhos...Com seus prazeres e seus dissabores; pra encarar determinadas circunstancias é preciso coragem né?
Com meu imenso carinho, respeito , admiração e também um pouco de tristeza. Beijos

Marina disse...

ei rebecca, já leio o seu blog há algum tempo,hoje passei para deixar um oi e te dizer que te linkei no blogroll do meu blog...
http://chorandoframboesas.wordpress.com/

esse post me lembrou uma frase de amo do guimarães:

"saudade é uma espécie de velhice".

adoro seus textos!

beijos

Marina disse...

ei de novo rebecca, sou de BH sim! obrigada pela visita, volte sempre! hehehe. ;)

Val Prochnow disse...

saudades de passear por aqui e te ler com calma; saudades de saborear com a devida necessidade d'alma a urgência das saus palavras todas!

beijo grande!
(ain, sempre quero perguntar e acabo me esquecendo: vc mandou o textim dos dia do jornalista pros amigos?)
Val

Val Prochnow disse...

(e tem a linda - do mesmo Grande Sertoes - 'despedir dá febre' que antecede, talvez, até mesmo a ideia da saudade e a idéia da idéia da saudade...)

Rebecca P. disse...

Voltarei lá sempre MESMO, viu, Marina?! Adorei seus textos!

E Val, eu mandei o texto, sim, fez o maior sucesso! Eles devem ter passeado pelo eutanásia, pq eu mandei o link junto.

Aliás, dps vc me manda seu e-mail, assim podemos conversar melhor. Eu tb tenho saudade dos seus textos... pq vc não faz um blog só seu?

Rebecca P. disse...

Ai... é isso mesmo... despedir dá febre...

Bel disse...

que frase maravilhosa que vc deixou lá no coment no blog da Lu (do G. Rosa). Linda linda, obrigada!

Val Prochnow disse...

Ei Rebs! que bom que eles gostaram! Eu tinha um blog, alias, já tive alguns muitos - e o 'myhumps' aí do lado (o último que eu 'matei') era meu.

Ensaio, ensaio, ensaio e acabo por fazer um blog do jeitim mesmo que eu quero... dae, acabo por participar de um e outro, leio umas e outras, escrevo feito louca e fica por isso mesmo, 'inda tomo jeito!
vamos trocar figurinhas, oba, oba, óh meu email: valprochnow@hotmail.com
me escreve pra gente bater papo até eu tomar vergonha na cara e fazer um blog pra mim!
beijos querida, ótimo dia pra vc!

marcela dantés disse...

saudades de você, queridinha.

tomates verdes fritos é bom demais né?
mas guimarães, ah, o guimarães.

que dia vamos tomar cerveja?

Val Prochnow disse...

Rebequinha querida!
me manda um sinal de fumaça, babe, preu te mandar uns textins que moram nas gavetas e se parecem muito com umas e outras e com vc!
beijos
Val

paulo andré disse...

"tenho saudade de tudo... principalmente do que não fui."

Rebecca P. disse...

Querido!

Anônimo disse...

'e so guimaraes aparecer que a historia bomba!!! Quantos coment'arios! Eu vou deixar aqui o meu: grav'issimo. To com saudade de hoje e de amanh~a. ja!
lu

Anônimo disse...

'e so guimaraes aparecer que a historia bomba!!! Quantos coment'arios! Eu vou deixar aqui o meu: grav'issimo. To com saudade de hoje e de amanh~a. ja!
lu